fbpx

Classificação de resíduos sólidos

Classificação de resíduos sólidos
22 de outubro de 2021 Freitag Laboratórios

De acordo com a ABNT NBR 10004 a classificação de resíduos sólidos envolve a identificação do
processo ou atividade que lhes deu origem, de seus constituintes e características, e a comparação
destes constituintes com listagens de resíduos e substâncias cujæo impacto à saúde e ao meio
ambiente é conhecido.
Definição de resíduo sólidos aplicada conforme a ABNT NBR 10004: Resíduos nos estados sólido
e semi-sólido, que resultam de atividades de origem industrial, doméstica, hospitalar, comercial,
agrícola, de serviços, e de variação. Ficam incluídos nesta definição os lodos provenientes de sistema
de tratamento de água, aqueles gerados em equipamentos e instalações de controle de poluição,
bem como determinados líquidos cujas particularidades tornem inviável o seu lançamento na rede
pública de esgotos ou corpos de água, ou exijam para isso soluções técnica e economicamente
inviáveis em face à melhor tecnologia disponível.

O laudo de classificação pode ser baseado exclusivamente na identificação do processo
produtivo, quando do enquadramento do resíduo nas listagens dos anexos A ou B da ABNT NBR
10004. Deve constar no laudo de classificação a indicação da origem do resíduo, descrição do
processo de segregação e descrição do critério adotado na escolha de parâmetros analisados, quando
for o caso, incluindo os laudos de análises laboratoriais.

O Freitag Laboratórios realiza a classificação de resíduos sólidos, conforme os resultados das
análises executadas pelo laboratório, seguindo as normas ABNT NBR 10004:2004 Resíduos sólidos –
Classificação, ABNT NBR 10005:2004 Procedimento p/ obtenção de extrato lixiviado de resíduos
sólidos, ABNT NBR 10006:2004 Procedimento p/ obtenção de extrato solubilizado de resíduos sólidos
e o processo de amostragem seguindo a ABNT NBR 10007:2004 Amostragem de resíduos sólidos.
Os resíduos sólidos são classificados em dois grupos – perigosos e não perigosos, sendo ainda
este último grupo subdividido em não inerte e inerte.

Resíduo perigoso – classe I

O resíduo é classificado como perigoso se apresentar presença e/ou concentrarão de
Inflamabilidade, Corrosividade, Reatividade, Toxicidade e/ou Patogenicidade.

Resíduo não perigoso – classe II

O resíduo é classificado como não perigoso quando não apresentar as características de
Inflamabilidade, Corrosividade, Reatividade, Toxicidade e/ou Patogenicidade.

Resíduo não inerte – classe II A

O resíduo é classificado como não inerte quando apresenta concentrações superiores ao anexo G
da ANBT NBR 10004, ensaios obtidos pelo procedimento de solubilizados. Podem ter propriedades,
tais como: biodegradabilidade, combustibilidade ou solubilidade em água.

Resíduo inerte – classe II B

O resíduo é classificado como inerte quando não apresenta concentrações superiores ao anexo G
da ANBT NBR 10004, ensaios obtidos pelo procedimento de solubilizados.

Os métodos utilizados no Freitag laboratórios, são todos validados e confirmados, garantido o
processo de analise e qualidade dos resultados liberados.

A classificação de resíduos sólidos auxiliam no gerenciamento e manuseio adequado dos
resíduos. O gerenciamento de resíduos sólidos é muito importante, os mesmos podem apresentar
risco à saúde pública, provocando ou acentuando de forma significativa um aumento de mortandade
ou aumento de incidência de doenças e/ou riscos ao meio ambiente, quando manuseado de forma
inadequada.

Elizabethe R. Johannson – Gestora de Matrizes Ambientais do Freitag Laboratórios.

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*