fbpx

Em água clorada pode haver crescimento de coliformes?

Em água clorada pode haver crescimento de coliformes?
19 de abril de 2021 Freitag Laboratórios

 

O cloro é um elemento químico, que pertence ao grupo dos halogênios, é um desinfetante extremamente eficiente e é adicionado à água de abastecimento público para eliminar agentes patogênicos causadores de doenças, como as bactérias.

O cloro é um potente oxidante, quando adicionado na água, ele reage com o hidrogênio (H) da molécula da água (H2O), liberando oxigênio (O2), por consequência, leva a morte das bactérias por oxidação.

Para as moléculas dos desinfetantes entrarem na camada celular das bactérias e atingirem o sítio alvo, que leva a destruição, morte das mesmas, é necessário que o desinfetante esteja em algumas condições favoráveis, respeitando uma concentração mínima necessária e ter um tempo de contato suficiente. A quantidade de microrganismos (bactérias) existente na água e a temperatura são fatores que devem ser considerados.

O cloro reage com um grande número de substâncias como amônia, sulfitos, sulfetos, nitritos, íons metálicos como o ferro e inúmeros sais, levando a diminuição da ação desinfetante, formando compostos sem a ação esperada. Portanto, é necessário que a água apresente condições favoráveis para a correta desinfecção.

A presença de matéria orgânica diminui sensivelmente a ação de desinfetante do cloro, pois as bactérias se aderem a matéria orgânica, o que forma um agregado que impede o contato do desinfetante na bactéria, sendo necessário altas dosagens para propiciar a eliminação bacteriana.

Conforme a portaria de consolidação nº 5, de 28 de setembro de 2017, tabela de tempo de contato mínimo (minutos) a ser observado para a desinfecção por meio da cloração, de acordo com concentração de cloro residual livre, com a temperatura e o ph da água, podemos estimar que em determinadas situações, a água precisa ficar 1 hora “parada” em contato com o cloro para eliminar a contaminação de coliformes, isso, considerando que os demais parâmetros estejam adequados, como é o caso da turbidez, sólidos suspensos e sólidos dissolvidos.

O Freitag Laboratórios segue métodos oficiais como Standard Methods, EPA, ISO, entre outros. Para toda amostra clorada, deve-se utilizar um frasco contendo o preservante tiossulfato de sódio, este serve para eliminar de imediato o cloro presente na água, assim, havendo uma contaminação pontual ou da própria água, a mesma será observada nos testes de coliformes, pois o preservante irá remover o cloro, não permitindo que o cloro residual após a amostragem gere um falso resultado negativo.

Portanto, é sim possível uma amostra de água conter cloro e ainda apresentar contaminação por coliformes.

 

Autor: Guilherme Freitag – CTO – Diretor Técnico do Freitag Laboratórios.

 

 

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*